quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Famosa

Dizem que toda pessoa, qualquer que seja, um dia pode experimentar seus 15 minutos de fama. Que ela pode vir de anos de esforço e dedicação, como conseqüência de um trabalho bem feito. Que pode vir através de um vídeo que você postou na internet para seus amigos e acabou viralizando para o amigo do amigo do amigo. Que pode ser fruto de uma produção mais elaborada e o destino que fez aquele olheiro estar na mesma festa que você, no exato momento em que você sorriu e foi muito educada com ele sem ao menos saber quem era. Mas no meu caso, aconteceu diferente.

Apesar de não parecer eu amo moda. E gasto todo meu dinheiro com informação sobre moda, ao invés de comprar as roupas da moda. Agora que ganhei a assinatura da Vogue, tudo vai ficar mais fácil. Mas, definitivamente, não sou de esperar 1 mês para saber o que está rolando. Então, minha amiga do serviço, 7 anos mais nova que eu e completamente antenada me apresentou a Lia.

A Lia se tornou a minha consultora, e todos os dias acesso o blog dela, presto atenção no look do dia, acompanho as fotos de cada viagem que ela faz. Nos tornamos tão próximas que um dia desses ela perguntou: Quem quer ir no Carnaval de Salvador comigo? E eu, nem pensei ao dizer que adoraria. A resposta surgiu na hora, sem me preocupar com os quesitos criatividade, originalidade, ganhei por espontaneidade. Tanto que nem sei o que respondi, mas acredito que tenha sido tão verdadeira que fui capaz de convencer não só a Lia, como toda a equipe da Unilever.

Foi isso mesmo. Participei de um concurso com mais de 3 mil pessoas e eu “seguidora fiel do blog” recebi um convite que jamais esperava. Passei o dia inteiro eufórica, meio desacreditada, sem conseguir pensar em outra coisa (ainda bem que meus chefes me amam), e fazendo mil planos.

Até a hora que decidi olhar meu blog. Normalmente ele tem 3 leitores por semana, nesta quarta-feira, no período de 1 hora, teve 315 acessos. Foi aí que eu soube o que é ser famosa, e a alegria que senti por ser lida foi a maior que experimentei em toda a minha vida. Eu estava famosa.

Eu era aquela, que ganhou o concurso da Seda, para passar 3 dias em Salvador, com hospedagem, alimentação, translado e viagem de avião, tudo pago para conhecer a Lia (que há tanto tempo admiro) e ficar no camarote Contigo! onde só entram convidados famosos. Viu só?

Fiquei experimentando várias sensações ao mesmo tempo:

A sensação de ansiedade: - E agora, o que vai acontecer? Tenho que assinar em algum lugar? Quando chegam as passagens?

A sensação de medo: - Não mãe, eu conheço ela, do blog JustLia. – Não querem me enganar, pai, é uma ação totalmente idônea. – Eu sei que Salvador no Carnaval pode ser perigoso, mas conheço a cidade, é linda, vou tomar cuidado com a máquina fotográfica.

A sensação de inferioridade: - E se eu não souber o que falar com a Lia? E se ela não me achar tão animada como eu disse que era? – A menina tem todas as roupas e acessórios da moda, e eu não tenho uma sapatilha, um short, um biquine, um óculos de sol, um nada, nem que esteja fora de moda, nem furado, nem velho, simplesmente não tenho. – Vou ter que aparecer em revistas e blogs, cedi a minha imagem. Eu amo tirar fotos, mas nunca estive tão gorda, será que emagreço 30 quilos em 1 semana? – Que horas eles vão me dar o abadá, todas as meninas customizam seus abadás, eu não sei nem colocar linha na agulha. Será que meu abadá vai caber no braço?

A sensação de pobreza: - Quanto será que vou gastar por fora? – Será que vamos ganhar brindes da Contigo? – Será que vou ter coragem de pedir para tirar fotos com os artistas? – Será que vão fazer penteados e tratamentos no meu cabelo no quiosque da Seda? Será que vou ver a Daniela Mercury de pertinho? Sou fã dela desde meus 13 anos, sei todas as músicas. - Será que a Lia vai me ouvir cantar? Ia ser o máximo.

E por último a sensação de empolgação: Postei no blog, no facebook, no twitter, mandei emails para os melhores amigos, liguei para família, distribui autógrafos para mim mesma, me achei linda, incrível, inteligente, beijei meus ombros. Desenhei minhas roupas em um papel combinando acessórios com calçados e cores, separando por dia e evento. E mal consegui dormir.

Agora é só esperar. Liaaaaaaaaaaaaa.

4 comentários:

Um sonho a dois disse...

Legal Elenzita. Vai ser demais, tenho certeza.
Beijinhos, Cibele.

van disse...

Arrasouuu!!! Salvador que te aguarde! :D

aPitillo disse...

sempre ganha tudo...é o dom de escrever...

*** Tata *** disse...

e não é que é tudo verdade rs acompanhei varios desses processo e vi até os desenhos das roupas e acessórios que ela pretende usar.. essa Ellen é inacreditavel e de um talento sem igual. Falando em Talento, amiga não perde a oportunidade agarra a Daniela e canta pra ela, mostra como vc é até melhor do que ela cantando rs tenho certeza, vc nao volta de Salvador, a fama te espera!!! bjooo