quinta-feira, 15 de março de 2012

3 real

Mais uma vez andei de busão na faixa e com direito a passar na catraca.
Ontem voltando do serviço coloquei a bolsa na roleta para poder pegar as moedas e o cobrador já foi falando: pode passar, moça, pode passar.

Estranhei a conversa mas fui logo pegando o último assento vago. O ônibus foi lotando, lotando e comecei a observar que o cobrador não tava recusando nem nota de 50 reais. Ele deve ter pensado que eu estava grávida e resolveu me deixar sentar antes de começar o vuco vuco - pensei.

Uns 4 pontos depois, humildemente, contei o dinheiro da passagem e fui entregar ao cobrador. Quando ele disse: não moça, já disse pra ficar à vontade. Mulher bonita hoje não paga.
Constrangida e sem entender voltei para meu assento tão disputado.

Como estava ao lado da janela, fiquei olhando pelo reflexo milhares de mulheres maravilhosas entrando e passando pela catraca e sendo devidamente cobradas. Bom, quem sou eu para questionar um elogio. Tem dias que a gente precisa tanto de uns "3 real".

2 comentários:

Um sonho a dois disse...

Amei,adorei, kkkkk...

Matheus Pitillo disse...

Surpreendentemente, a aula de hoje comecou com esse tema, acredita? Sobre como identificar uma mulher gravida no metro, e sobre os erros de quando ela nao esta gravida hahaha! pirei.